Blog

Usinas solares como modelo de investimento: um negócio lucrativo 

Apresentada como uma opção para os brasileiros há cerca de uma década, a energia solar começou a se popularizar, principalmente, entre os consumidores domésticos – em busca por soluções para diminuir os gastos na conta de luz e, também, devido aos muitos incentivos que foram surgindo.

Desde então, esse setor tem somado avanços significativos e ainda apresenta grande potencial de crescimento. Sendo um dos motivos para isso: a sua imensa diversidade de aplicação.

Só em Geração Distribuída (que são as pequenas instalações em casas e comércios), o Brasil já ultrapassa 22,4 gigawatts (GW) de capacidade instalada. Se igualando a maior usina hidrelétrica do mundo, a Três Gargantas, que fica na China. 

No entanto, a energia gerada através dos raios solares também oferece muito mais opções do que a produção para o próprio consumo. Ao todo, o país somou, até a metade de 2023, 32 GW de potência fotovoltaica, o que significa que as usinas de grande porte também contribuíram significativamente (com 9,6 GW).

Juntas, as suas modalidades correspondem a 14,7% da matriz elétrica nacional. Os dados são da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). 

Os números são animadores e as perspectivas mais ainda. Em se tratando de lucro, hoje, é possível pensar em energia solar para além do quesito economia, mas como um investimento na forma mais fiel ao termo.

Apostar em energia solar como um modelo de investimento tem se mostrado uma opção lucrativa e segura, se tornando uma das principais tendências desse segmento. 

Quer saber por quê? Continue aqui. 

A hora é agora: invista em energia solar e lucre

Dizer que deixar de construir uma usina de energia solar fotovoltaica é deixar de ganhar dinheiro pode parecer exagerado. Mas não é. Quem entende de investimentos sabe que identificar e aproveitar as melhores oportunidades é vital nesse mundo volátil.

A construção de usinas solares demanda pouco tempo e um investimento menor do que outras construções. Com o baixo gasto com manutenção, o lucro com a venda de créditos de energia produzida através dela é certo e contínuo. Além disso, os sistemas fotovoltaicos podem ocupar espaços de terra que demandariam grandes investimentos para a realização de produção agrícola, por exemplo. 

Enquanto a energia solar continua a prosperar e atrair mais investidores, aqueles que hesitam em seguir essa tendência correm o risco de ficar para trás. O mercado de energia está em constante evolução – e as empresas e investidores que não abraçam as energias renováveis podem perder oportunidades valiosas de crescimento e lucro.

  • De olho no mercado

O cenário do mercado de energia está passando por uma revolução verde, e, aqueles que decidem investir em usinas solares para venda de créditos de energia, estão colhendo os frutos dessa tendência lucrativa.

Enquanto o mundo busca formas mais sustentáveis e renováveis de gerar energia, a solar emerge como uma das principais protagonistas nesse novo capítulo da história – e o Brasil como um forte candidato a ser uma potência energética sustentável.

E por falar no Brasil, a expectativa de maior abertura do Mercado Livre de Energia por aqui também impulsiona os investimentos na fonte fotovoltaica. Já em 2024, todos os consumidores de alta tensão terão a liberdade de escolher seus fornecedores. Já a partir de 2028, essa liberdade de escolha deve começar a chegar também aos consumidores de baixa tensão. Grupo ao qual se encaixam, inclusive,  os residenciais. 

Crescimento das renováveis

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no primeiro semestre de 2023, o Brasil teve um acréscimo de 5,1 GW na matriz (que conta com 193,9 GW). Foram 160 novas usinas em operação – sendo 67 delas eólicas e 59 solares fotovoltaicas. Ambas as fontes têm crescido exponencialmente nos últimos anos e puxado a diversificação da matriz, que hoje é abastecida em maior parte pelas fontes hídricas. 

Mas, tem consumo para tudo isso? Com certeza. A demanda por energia continua aumentando em todo o mundo. E, com a preocupação cada vez maior em relação ao futuro do planeta, as energias renováveis saem na frente nessa corrida, especialmente a energia solar. 

Um estudo feito por um veículo de comunicação brasileiro especializado em energia solar apontou que o setor deve ser impulsionado pela tendência da eletrificação da frota de veículos e a produção de hidrogênio verde. Essa demanda “a mais” também deve movimentar o mercado solar nacional em aproximadamente R$ 2,2 trilhões até 2050. 

O levantamento sugere, ainda, que cerca de 540 GW de energia fotovoltaica (GD e centralizada) deve ser adicionada à matriz nas próximas três décadas, para ajudar a suprir a demanda.

  • Crescente demanda por energia no mundo

A demanda por energia elétrica não para de crescer, impulsionada pelo desenvolvimento tecnológico e pelo aumento da população mundial. Nesse contexto, as usinas solares têm se destacado como uma solução eficiente para supri-la.

Um relatório do mercado da eletricidade da AIE (International Energy Agency), de 2023, mostrou que a demanda por energia no mundo deve acelerar para uma média de 3% nos próximos três anos. E, espera-se que as renováveis supram quase todo esse crescimento. 

Porque apostar na energia solar

Diferentemente de outros investimentos voláteis, a construção de usinas solares oferece uma estabilidade financeira certa. Uma vez que a infraestrutura esteja instalada, os custos de manutenção e operação são relativamente baixos. Além disso, trata-se de uma fonte inesgotável, o que significa que os investidores podem contar com a consistência do fluxo de energia e, consequentemente, de lucros.

Além do potencial de ganhos financeiros, investir em usinas solares para venda de energia também traz benefícios ambientais significativos. A energia solar é limpa e não emite gases de efeito estufa, contribuindo para a redução das pegadas de carbono e mitigando os impactos das mudanças climáticas. 

A construção de usinas solares não é apenas uma oportunidade para grandes investidores. Empreendedores e pequenos investidores também podem participar desse mercado promissor.

Portanto, se você está em busca de oportunidades de crescimento financeiro sólido e sustentável, não subestime o potencial da energia solar. Ao embarcar nessa jornada, você estará contribuindo para um futuro mais verde, enquanto colhe os benefícios de um investimento promissor.

Relacionados

Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades da Solar Vale